Prolongar licença de maternidade até aos seis meses

Quando a minha filha Leonor nasceu eu tinha um emprego no Reino Unido que me permitiu ter um ano de licença de maternidade. Um privilégio.

Quando a minha filha Amelie nasceu tínhamos já criado a Pumpkin e, apesar de não ter conseguido tirar um ano de licença de maternidade, pude tê-la comigo exclusivamente até aos seis meses. Também um privilégio.

Amamentar

Foto de Tiago Figueiredo para Loove.

As minhas duas filhas foram amamentadas até mais de seis meses, e não tenho duvidas que o facto de eu não ter sido forçada a trabalhar aos 4 meses, como a enorme maioria das mães portuguesas são, foi um factor decisivo para isso.

De acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde, as crianças devem ser amamentadas em exclusivo até aos 6 meses. Nesse caso, porque é que a licença de maternidade não é estendida até aos 6 meses?

Como mãe, sinto que as crianças e as mães beneficiam imenso de poderem estar juntas até mais tarde. E penso que a maioria das mães, independentemente de quanto amamentaram os seus filhos, sentem o mesmo.

Prolongar a licença de maternidade paga para apoiar o aleitamento materno exclusivo durante seis meses, tal como recomenda a Organização Mundial de Saúde (OMS)”, é uma das propostas do relatório hoje divulgado pela Iniciativa Mundial sobre Tendências do Aleitamento Materno.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s